quarta-feira, 19 de junho de 2019

Conheça o Picos, time da cidade de Picos

A Sociedade Esportiva de Picos é um time de futebol piauiense da cidade de Picos. Foi fundado em 8 de fevereiro de 1976.

Escudo da Sociedade Esportiva de Picos

O clube tem como mascote o zangão.

Títulos

A Sociedade Esportiva de Picos conquistou ao longo da sua história quatro títulos estaduais, foi o campeão em 1991, 1994, 1997 e 1998. Foi o primeiro time do interior a vencer o Campeonato Piauiense desde que passou a ser organizado pela FFP.

Estádio

Estádio Helvídio Nunes, a casa do Picos

O Picos manda seus jogos no estádio Helvídio Nunes de Barros, que tem capacidade para 5400 torcedores.

Leia também:

O Estádio Helvídio Nunes na cidade de Picos

terça-feira, 18 de junho de 2019

Conheça o Cori-Sabbá, time da cidade de Floriano

O Cori-Sabbá é um time piauiense da cidade de Floriano, foi fundado em 24 de maio de 1973 e seu nome é resultado da fusão de dois times amadores da cidade, o Corinthians (Cori) e o Auto-Posto Sabbá (Sabbá).

Escudo do Cori-Sabbá de Floriano, Piauí

Embora tenha sido criado na década de 70 o Cori-Sabbá só se profissionalizou na década de 90, quando disputou pela primeira vez o Campeonato Piauiense. O Cori tem como mascote a águia.

Títulos

O Cori-Sabbá foi o campeão piauiense de 1995, titulo conquistado em cima do Caiçara, de Campo Maior, até hoje único titulo estadual do clube. Além deste titulo foi vice-campeão piauiense duas vezes, a primeira em 1996, quando perdeu o titulo para o River, e a segunda em 1998, perdendo o titulo para o Picos.

Feito notável

Uma grande façanha do Cori-Sabbá foi ter vencido o Botafogo por 1 a 0 no jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil de 1996, o Botafogo era o então campeão brasileiro. Mas no jogo de volta, no Rio, o time carioca venceu por 3 a 0 e se classificou.

Estádio

O Tiberão, o estádio do Cori-Sabbá

O Cori-Sabbá manda seus jogos no Estádio Tibério Barbosa Nunes, o Tiberão, que tem capacidade para 4.500 torcedores.

Leia também:

Estádio Tibério Nunes na cidade de Floriano

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Estádios do Piauí: Estádio Tibério Nunes na cidade de Floriano

Hoje vamos falar do Estádio Tibério Barbosa Nunes, o Tiberão, que fica localizado na cidade de Floriano, maior cidade da região sul do Piauí. Veja imagens de um dos palcos do futebol piauiense:

O Estádio Tibério Nunes, o Tiberão, em Floriano, Piauí
Casa cheia no Tiberão, em Floriano
O Estádio Tibério Nunes, em Floriano, Piauí

O estádio é a casa dos dois times profissionais da cidade, o Princesa do Sul e o Cori-Sabbá e tem capacidade para cerca de 4.500 torcedores.

O Estádio Tibério Nunes, em Floriano, Piauí
River e Cori-Sabbá, Campeonato Piauiense 2016, no Tibério Nunes

O estádio não tem recebido jogos oficiais a um bom tempo, Princesa do Sul e Cori-Sabbá mandam seus jogos no Tiberão, no entanto os dois times não tem participado de competições, o Princesa do Sul está inativo e não disputa nada há pelo menos cinco anos, já o Cori-Sabbá foi rebaixado no piauiense 2016, pretende disputar a Série B de 2018.

Lado de fora do Tibério Nunes, em Floriano
Torcida na arquibancada do Estádio Tibério Nunes, em Floriano, Piauí

O estádio vive abandonado e não tem passado por reformas amplas. E sem jogos profissionais tem recebido apenas partidas de campeonatos amadores de Floriano.

Leia também:

Estádios do Piauí: a Arena Ytacoatiara na cidade de Piripiri

Estádios do Piauí: O Estádio Helvídio Nunes na cidade de Picos

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Albertão e a tragédia na inauguração

Idealizado pelo então governador Alberto Silva, o Albertão, maior simbolo do futebol piauiense, teve uma inauguração dramática e que jamais será esquecida, durante sua inauguração ocorrida no dia 26 de agosto de 1973 ocorreu uma tragédia que deixou entre cinco e oito mortos.

O Albertão horas antes da inauguração que terminou em tragédia
O governador Alberto Silva dando o pontapé inicial no jogo inaugural entre Tiradentes x Fluminense(RJ)
Os times do Tiradentes e Fluminense(RJ) enfileirados na partida inaugural do Albertão

A tragédia ocorreu quando o jogo inaugural entre Tiradentes e Fluminense(RJ) estava em cerca de 25 minutos, quando um avião passou pelo estádio, que estava sendo inaugurado ainda inacabado, provocou uma sensação de vibração na arquibancada, foi quando um torcedor gritou: "O estádio tá caindo!", isso provocou uma confusão na arquibancada, torcedores começaram um corre corre, se empurrando, tentando sair da arquibancada, isso fez com que os torcedores que estavam próximo ao fosso do estádio, local que fica entre a arquibancada e o campo, fossem pressionados contra a grade de proteção, que não resistiu a pressão e cedeu fazendo com que as pessoas caíssem no fosso, que tinha uma altura de cerca de três metros, centenas de pessoas caíram, os feridos foram levados para os hospitais Getúlio Vargas, CasaMater e Samdu, que ficaram superlotados.

As arquibancadas do Albertão estavam lotadas com mais de 30 mil pessoas
Durante a confusão na arquibancada as pessoas acabaram caindo no fosso do estádio Albertão
Confusão na arquibancada durante a inauguração do Albertão em 1973
Pessoas caíram no fosso do Albertão durante a inauguração

Na tragédia morreu entre cinco e oito pessoas, segundo a imprensa da época, no entanto esses números podem ser subestimados pois nunca foram confirmados já que naquela época governava o regime militar que não gostava da veiculação de notícias negativas sobre o governo, tendo sido ocultados pela imprensa os números reais de mortos na tragédia, há quem estime em mais de 20 mortos na tragédia do Albertão.

Manchete de jornal com as notícias da tragédia do Albertão
Notícia no jornal O Estado de São Paulo sobre a tragédia do Albertão em 1973
O governador Alberto Silva hasteando as bandeiras na inauguração do estádio Albertão

O avião que sobrevoou o Albertão estava trazendo o então presidente a CBD, atual CBF, João Havelange, para assistir a partida de inauguração.

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Albertão, o maior simbolo do futebol piauiense

Construído na década de 1970, o estádio Albertão se transformou no maior simbolo do futebol piauiense. O estádio que nos seus primórdios teve dias de gloria, com arquibancadas cheias, palco de grandes partidas do futebol piauiense e da seleção brasileira hoje está praticamente abandonado.

Imagem do Estádio Albertão ainda em construção, mas já havia sido inaugurado em 1973

O estádio tem esse nome em homenagem ao seu idealizador, o ex-governador Alberto Tavares Silva, foi no seu governo que foi construído o maior estádio do Piauí.

O Albertão horas antes da inauguração ainda inacabado
O Albertão já concluído

Foi inaugurado em 26 de agosto de 1973, ainda inacabado, quando concluído tinha capacidade para 60 mil torcedores, mais atualmente comporta 52.296 pessoas. O jogo inaugural foi um amistoso entre Tiradentes x Fluminense(RJ) que terminou empatado em 0 a 0.

O Albertão
A última vez que o Albertão teve casa cheia foi na final da Série D do Brasileiro de 2015 entre River e Botafogo-SP,
o tricolor piauiense acabou ficando com o vice, mais de 40 mil pessoas assistiram a final
Final da Série D 2015, River e Botafogo-SP, foi casa cheia
O Albertão à noite

A inauguração do Albertão foi palco de um tragédia onde várias pessoas morreram. O primeiro gol do Albertão foi marcado no jogo entre Tiradentes x Cruzeiro, quem marcou foi Dirceu Lopes, aos 17 minutos do segundo tempo, o jogo terminou empatado em 1 a 1 e foi disputado em 29 de agosto de 1973.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...